620868ec 52ec 4a8a 8ba1 83ece056d9ef

Foto: Márcia Callegaro/Casa Civil

O Governo do Estado e a Federação Catarinense dos Municípios (Fecam) tiveram mais um encontro para alinhamento de ações no combate ao novo coronavírus em Santa Catarina. Na pauta das discussões, a necessidade de Governo e Municípios de continuidade do diálogo e da união na tomada de decisões.

A reunião ocorreu na Casa Civil, em Florianópolis, na manhã desta quarta-feira, 24. “Reconhecemos a importância do papel da Fecam no processo. Ajustes sempre são necessários e, para isso, nossa comunicação é fundamental. Queremos continuar unidos e juntos”, afirmou o chefe da Casa Civil, Amandio João da Silva Junior.

Na rodada de conversas estiveram presentes ainda o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, o subchefe da Casa Civil, Juliano Chiodelli, a superintendente de Vigilância em Saúde da SES, Raquel Ribeiro Bittencourt, o presidente da Fecam, Orildo Severgnini, e a consultora em Saúde da Fecam, Maria Regina Soar. Por videoconferência participaram também o presidente do Cosems, Alexandre Fagundes, a coordenadora de Articulação Institucional da Fecam, Dayna Maressa Pamato, o coordenador das Cidades Inteligentes e Gestão Eficiente da Fecam,  Alison Fiuza, e o diretor do Consórcio de Informática da Gestão Pública Municipal (Ciga), Gilsoni Lunardi.

O presidente da Fecam expôs a preocupação dos gestores municipais no entendimento das ferramentas disponibilizadas pelo Governo para enfrentamento da doença. Ele reforçou que 92% dos municípios são pequenos e precisam muito dessa parceria. 

“Tudo que o Governo faz impacta nos municípios, pois a vida real está na ponta. Por isso, viemos pedir a abertura para falarmos a mesma linguagem e ampliar a comunicação com os gestores públicos”, disse Orildo.

Questões como repasse de insumos e recursos também foram discutidos. O secretário de Estado da Saúde, André da Motta Ribeiro, comprometeu-se em repensar alguns processos para facilitar ainda mais as decisões regionalizadas, discutir os pontos de dificuldade e ampliar o compartilhamento das informações do Governo. “Melhorar a comunicação entre nós, essa é a bandeira que defendo há 51 dias que estou à frente da secretaria”, afirmou.

Motta reforçou ainda que o combo de ferramentas disponibilizadas para uso público, com informações e indicadores do enfrentamento à pandemia, são complementares e que o Governo do Estado não mede esforços para dar as melhores orientações para os gestores e a sociedade. Além disso, o secretário relembrou que o combate à Covid-19 iniciou em 17 de março e muitas medidas importantes foram tomadas no enfrentamento ao coronavírus. Dentre elas, a solicitação de mais autonomia na tomada de decisões vinda dos próprios gestores municipais,  instituída pelo Decreto 630/2020, de 1º de junho, que deliberou gestão compartilhada entre Estado e Municípios.

Agora, com o aumento dos casos da doença nas últimas semanas, tanto a Fecam quanto o Estado entendem que é preciso mais conscientização dos catarinenses para frear a disseminação da doença. “Precisamos, como sociedade, entender a gravidade da situação e educar mais a população nas cidades”, finalizou Motta.

Informações adicionais à imprensa:

Márcia Callegaro
Assessoria de Comunicação
Casa Civil
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Fone: (48) 3665-2104 / 98842-8479
Site: www.scc.sc.gov.br
www.fb.com/casacivilsc / @CasaCivilSC

 

JSN Boot template designed by JoomlaShine.com

Desenvolvimento: logo ciasc rodape | Gestão do Conteúdo: Secretaria de Estado da Casa Civil | Acesso restrito